Devemos ser coerentes nas escolhas de quem seguimos nas redes sociais

Escrito em 25/01/2022
Pe. Leandro Couto

A alguns dias atrás um irmão de comunidade me passou uns vídeos de uma jovem, me dizendo que eu precisava assistir, pois ela “é muito inteligente e que que tem arrastado um grande numero de seguidores, pois ela faz alguns estudos nos leva a ver a verdadeira história da humanidade…”. Lógico que a partir desta propaganda toda eu resolvi da uma olhada em seu perfil no Instagram e em seu canal no Youtube. Vi alguns vídeos, alguns postes… não precisou de muita coisa para perceber que ela tem uma boa oratória – lógico até por que é PHD em Bristsh Propaganda e MA em Inteligence e Security Studies.

Continuei vendo algumas publicações, mesmo com estes títulos de estudos, percebi que esta “jovem inteligente” era fundamentalista e terraplanista, e além disso é mais uma de totós outros teóricos da conspiração. Foi o suficiente para desistir de continuar vendo seus vídeos e posts. Mas a minha maior surpresa foi ver que muitos irmãos de comunidade, padres e consagrados a seguem. Mesmo que eles não compartilhem das ideias desta pessoa, somente pelo simples fato de seguirem dão apoio para que que estes teóricos da conspiração continuem impondo suas heresias.

Sabe-se que as maiores heresias na história da Igreja, não foram pessoas simples ou sem conhecimento que as iniciaram, pelo contrário, as heresias surgiram da mente de pessoas inteligente e estudiosas…

Alguns ate podem dizer, seguir alguém nas redes sociais não quer dizer que eu apoio todos os seus pensamentos. Desculpe, mas isso não se passa de desculpas para boi dormir. Mais uma realidade que nos mostra a relativização, consequência da ditadura do relativismo que entrou na vida religiosa.

Infelizmente hoje, diante da polarização política, pandemia, fake News, divisões internas dentro e fora da Igreja. Muitos aproveitam da fragilidade das pessoas para imporem suas ideias e seus pensamentos. Como instrumentos do diabo para causar confusão e divisão. Por isso precisamos sermos coerentes com nossa vocação de filhos de Deus. Coerentes com nossas posturas nas redes sociais. Pois se eu sigo uma pessoa, por exemplo satanista, ou como no caso desta “jovem Inteligente” que espalha teorias da conspiração e suas ideias fundamentalista… quando um leigo acessa esta página e vê no perfil dela que eu a sigo, também vai segui-la, mas talvez ele não tenha a mesma capacidade de reflexão que eu tenho para fazer uma filtragem do que aquele perfil está impondo… entende a seriedade? Eu estarei sendo a causa da perda daquela alma… por isso devemos ser coerentes ate mesmo nas escolhas de quem seguimos nas redes sociais, muito mais um consagrado…

Estamos vivendo tempos difíceis, e precisamos reaprendermos a portamos como verdadeiros cristãos. Por que chega de cristãos e consagrados Nutella.

Nos próximos artigos iremos trabalhar os ensinamentos da Igreja Católica Apostólica Roma. Pois infelizmente muitos pregadores estão trazendo teorias da conspiração e escatologia protestante para dentro da Igreja Católica.

Fique atento as nossas publicações.

Padre Leandro Paulo do Couto

Comunidade Canção Nova